Author: Kelly Marques
•5:54 AM
 Benjamin era um agricultor muito experiente. Todos os anos as suas plantações cresciam muito, e a cada colheita comprava mais terras para investir.

Houve um tempo, porém, em que ocorreu uma grande seca, e vários fazendeiros da região tiveram enormes prejuízos. Benjamin foi um deles. Em sua fazenda, o que se via era um cenário de total destruição. As plantações morreram e a terra, sem água, era como pó inútil.

Tempos depois, o céu dava sinais de que haveria de cair uma boa chuva. Benjamin e os demais fazendeiros começaram a se animar novamente. Ele voltou a encomendar sementes, a limpar as áreas, a revolver a terra, tudo em preparação para a água que estava prestes a ser derramada.

Benjamin não queria perder tempo. Já havia perdido muito dinheiro e, agora, a necessidade era correr contra o tempo para resgatar os lucros.

As sementes finalmente chegaram, e ele pensou logo na sua imensa plantação de laranjas. Após a chuva, e com as condições climáticas boas, recolheu algumas sementes e as semeou na terra já preparada.

– A colheita vai ser boa, e com certeza vamos recuperar o que perdemos com a seca que nos abateu – dizia empolgado aos funcionários.

O problema é que algo estava havendo de errado, mas os seus empregados, também experientes, não conseguiam alertá-lo. Benjamin estava entusiasmado demais, e não parava nenhum minuto para ouvi-los. Ele só repetia:

– O que vocês querem comigo? Já não disse para pegar todas as sementes da última saca? Vão e plantem o que estou mandando!

Os funcionários não podiam fazer nada, a não ser obedecer a voz do patrão.

Satisfeito e tranquilo, acreditando que tudo estava de acordo com o que esperava, ele fez uma longa viagem de negócios para oferecer as laranjas de sua fazenda. E fez questão de ficar fora o tempo necessário para as sementes germinarem, crescerem e frutificarem.
Já nas vendas, Benjamin oferecia o produto:

– Certamente você nunca experimentou laranjas como essas que estou produzindo. As minhas sementes são excelentes, e os meus fornecedores me garantiram que são de ótima qualidade. As minhas laranjas são doces, grandes e de uma cor maravilhosa! Espere só para ver – propagava aos quatro ventos.

Depois do devido tempo, Benjamin retorna à fazenda com diversos negócios feitos e bastante entusiasmado com a colheita de suas belas e saborosas laranjas. Foi quando ouviu de um funcionário:

– Senhor Benjamin, não tenho boas notícias a lhe dar. A plantação que o senhor imagina ser de uma coisa, na verdade, é de outra.

– Como assim? – ele perguntou inconformado.

– É que... é que....

– Fala logo!

– Bom, senhor, vou lhe trazer uma prova de sua “deliciosa laranja”.

O fazendeiro já estava angustiado. Nada poderia ser pior do que todas as vendas darem errado. Como reparar novamente o prejuízo?

– Senhor Benjamin, aqui está. Sugiro que prove.

O homem viu que o aspecto era estranho, não havia uma cor chamativa, a casca estava mais grossa e o odor lhe pareceu muito forte. Quando provou:

– Argh! Não me diz que isso é limão!

– Sentimos muito, senhor Benjamin! Tentamos lhe alertar, mas o senhor estava tão convicto de que plantava sementes de laranja, que não conseguimos avisar que na verdade eram de limão.

Para refletir

Nosso coração funciona como uma boa terra, que recebe e cultiva a semente que cair nela. Qual semente você tem semeado dentro de si? Uma semente boa, que traz bons frutos, ou uma ruim e azeda, que pode arruinar todos os seus projetos futuros.

Se a semente que você está plantando hoje for errada, não espere produzir, mais à frente, os frutos de uma semente correta. E nem adiantará culpar alguém de não ter sido avisado, porque talvez a voz do alerta esteja sendo abafada pelos anseios deste mundo.
|
This entry was posted on 5:54 AM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

2 comentários:

On 13 de janeiro de 2012 15:39 , Josemária Barros disse...

Ótima reflexão!Concerteza os fruto de amanhã seram definidos pelas sementes que plantarmos hoje.

bjs

 
On 15 de janeiro de 2012 16:28 , JANE MEDEIROS disse...

Oi, Kelly. Tem um presentinho pra você lá no Provai e Vede Hoje. É só passar lá e pegar, viu? bjus. Jane Medeiros (http://provaievedehoje.blogspot.com)

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...